14 de janeiro de 2011

Hedonismo

Tudo agora
Sem amanhã.

Pode, obrigado.

Um comentário:

Lucas de Sá disse...

Meio "carpe diem" isso aí. haha